Como o ômega 3 previne doenças?

Entenda porque o ômega 3 é um dos melhores nutrientes para o organismo, como ele trabalha no corpo, mente e ainda age na prevenção de várias doenças ao longo do tempo.

De fato, o ômega 3 tem um apelido carinhoso de “gordura do bem”, por ser um dos melhores nutrientes se compararmos aos outros, onde é uma gordura considerada saudável e essencial para uma melhor qualidade de vida.

Sua reputação começou a se estabilizar nos anos 1970, por meio de estudiosos que qualificaram um risco mínimo de problemas cardíacos em esquimós , onde sua dieta era constituída de peixes, focas e baleias .

Desde então, ficou conhecido por ser responsável por muitos outros benefícios para a saúde. Tais como o auxílio à perda de peso, conservar a memória, preservar a audição e os olhos, revigorar o sistema imunológico, deter alguns tipos de câncer, estimular a resistência dos ossos e dos dentes, entre outros.

Efeitos do ômega 3

Seu efeito importante também se exempla na fortificação da proteção do peito, por sua grande aptidão em processos anti-inflamatórios, precavendo os males cardiovasculares.

Assim surgiu essa grande perspectiva sobre os benefícios do ômega 3, caracterizado por uma cápsula composta por óleo de peixe, sendo exposto em farmácias, comerciais de TV e em lojas de produtos naturais, se tratando de um produto registrado como alimento no Ministério da Saúde.

Entretanto, não é necessária uma prescrição médica para levá-lo para casa, porém, seu uso deve ser através de um acompanhamento médico se tratando de um caso mais sério para seu consumo.

De fato, o ômega 3 trata-se de um ácido graxo poliinsaturado que o próprio organismo não é capaz de produzi-lo sozinho, composto por três variedades que são o EPA, DHA e ALA, ácidos eicosapentaenóico, docosahexaenoico e alfa-linolênico respectivamente, onde o EPA e DHA são encontrados em animais marinhos, especificamente nos peixes e o ALA em propriedades vegetais como as sementes.

O EPA é responsável pela ação anti-inflamatória, procedendo em substâncias chamadas Prostaglandinas E3, reduzindo a agregação plaquetária onde diminui os problemas de coagulação que podem ocasionar a trombose ou o AVC (derrame cerebral).

Já o DHA está relacionado a métodos cognitivos promovendo o bom funcionamento da mente e protegendo o organismo contra diversas doenças neurodegerativas. O ALA está presente para ser convertido em EPA e DHA e assim aumentar os benefícios do mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *