Parar de beber – Uso, abuso e dependência

Veja abaixo dicas de como parar de beber, e abandonar de vez esse vício que tanto prejudica grande parte da população.

Embora, hoje em dia o alcoolismo está muito interligado a vários aspectos da vida de uma pessoa, assim, podendo ser apresentadas desde idades mais jovens até continuamente sendo consumidas até o fim de suas vidas, no entanto, existem caso e casos que podemos identificar o seu uso, abuso e dependência do álcool que podem resultar a níveis leves sem nenhum risco a si ou a sociedade, como também, até aqueles que se submetem a risco iminente como a familiares e sociedade como um todo.

Desta forma, como podendo identificar em qual situação nos se encontramos? Pois bem, hoje trazemos seus significados, como também, suas diferenças e itens que são diagnosticados para cada questão de consumo de álcool.

Diferenciação

O que é alcoolismoAlcoolismo seria a dependência que o indivíduo tenha sobre o álcool, ou seja, ele sente a necessidade de esta consumindo em seu uso constante, descontrolado e progressivo da bebida. No entanto, podendo comprometer seriamente o bom funcionamento do organismo, como também, podendo levar a conseqüências irreversíveis.

Uso do álcool– A princípio, o uso do álcool é identificado para aqueles que bebem casualmente, podendo alternar os tipos de bebidas como alcoólicas e não – alcoólicas, como também, sendo flexível com o tempo de consumo sem apresentar alterações físicas ou psicológicas

Abuso de álcool – Afinal, o abuso podemos identificar a pessoa que começa a ingerir uma quantidade mais elevada, podendo está sujeito apresentar alterações físicas e psicológicas (Vomito, embriaguez), sendo que não apresente a necessidade continua de consumo de álcool e sim somente um abuso momentâneo.

Dependência alcoólica – Entretanto, a dependência é considerada como uma síndrome, que a pessoa apresenta sintomas relacionados ao funcionamento mental, comportamental e psicológico repetidamente, desta forma, seu diagnostico é representado por exibir 3 ou mais situações citadas a seguir dentro do período de 12 meses:

Situações a serem identificadas

– Sentir forte desejo ou compulsão e não conseguir parar de beber.

– Ter dificuldades em controlar o seu consumo de álcool em relação entre seu início e termino, como também, quantidades ingeridas.

– Sentir alterações psicológicas quando o uso do álcool é finalizado ou reduzido, ou utilizado para pode está aliviando ou evitando as alterações.

– Está evidente a tolerância do álcool, ou seja, quando a necessidade de aumentar as quantidades de doses ingeridas para conseguir sentir os mesmos efeitos quando era realizado em quantias menos.

– Perda progressiva de interesse por atividades antes realizadas ou até outras fontes de prazer, devido o consumo de álcool.

– Uso contínuo mesmo com evidencias claras das conseqüências danosas.

Embora, mesmo que o assunto seja bem reconhecidos por todos, a maioria não sabe das consequências geradas pelo consumo excessivo de álcool e podem está causando a nossa vida como nossa saúde. Alias, selecionamos algumas das principais conseqüências que podem está ocorrendo tanto em curto prazo quanto em longo prazo e o que este consumo pode interferir em nossa rotina.

Alcoolismo e suas consequências

No entanto, quando a uma concentração maior de álcool no sangue,como resultado, a pessoa estará sujeita ter alterações da consciência, como também, apresentar sintomas de intoxicação alcoólica, por exemplo:

  • Comportamento fora do comum ou inadequado;
  • Humor instável;
  • Falta de discernimento ou senso comum;
  • Fala arrastada;
  • Problemas de memórias, incluindo apagões de memória;
  • Falta de coordenação motora e senso de direção;

A longo prazo – Parar de beber

Portanto, para consequências em longo prazo, já podemos começar identificar sintomas de saúde, por exemplo, como o mau funcionamento do corpo influencia, deixando de trabalhar o ritmo normal para o ritmo fora do comum, e como resultado, com corpo desregulado e caso não tratado de início, poderá está sujeito a complicações reversíveis, como também, irreversíveis, por exemplo:

  • Problemas gastrointestinais – Úlcera, varizes esofágicas, gastrite, gordura no fígado ( esteatose hepática), hepatite, pancreatite, cirrose;
  • Neuromusculares – Câimbras, perda de força muscular, dormência, distúrbios de coordenação;
  • Problemas cardiovasculares – Hipertensão, arritmias, aumento do risco de acidente vascular isquêmico;
  • Sexuais – Redução ou ausência da libido, ejaculação precoce, disfunção erétil, infertilidade;

Como também, podendo desencadear transtornos mentais como, por exemplo:

  • Depressão
  • Abstinência
  • Demência
  • Psicose

Sugestões – Parar de beber

Entretanto para parar de beber, caso tenha-se identificado em algum dos aspectos selecionados acima, converse com seus familiares ou entes mais próximo a você e sua rotina, para tenha uma conversa aberta sobre suas atitudes relacionadas ao seu consumo de álcool.

Assim, caso confirmado que você necessite de ajuda ou de uma orientação médica não hesite, pois, é sua saúde e bem estar que está em jogo, peça ajuda a seus familiares para que acompanhe de perto seu processo, eles são essenciais dentro do tratamento, como também, existem grupos de apoio que possa frequentar e entender mais sobre aqueles que passam pela mesma situação e como estão conseguindo progredir.

5 thoughts on “Parar de beber – Uso, abuso e dependência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *